Stoner anuncia que se aposenta em 2012

Bicampeão da MotoGP, Stoner surpreende e anuncia que se aposenta no fim do ano.

Australiano reclama do rumo que a MotoGP tomou, mas não esclarece motivos para a decisão; Lorenzo e Rossi lamentam.

O australiano Casey Stoner pegou o mundo do motociclismo de surpresa nesta quinta-feira (17) ao anunciar que se aposentará da MotoGP no fim de 2012. O piloto de apenas 26 anos, campeão em 2007 com a Ducati e no ano passado com a Honda – sua atual equipe -, divulgou a notícia na entrevista coletiva que abriu os eventos do GP de Le Mans (França), que será neste domingo.

Stoner disse que começou a pensar na hipótese de se aposentar há cerca de dois anos e que tomou a decisão em conjunto com sua família. “Pratiquei o esporte que eu amo por muito tempo e eu e minha família nos sacrificamos muito por ele. Esse esporte mudou muito e chegou a um ponto em que eu não estou mais me divertindo. Não tenho mais paixão por isso, então é melhor eu me aposentar agora.” O australiano disse que “muitas coisas” o decepcionaram, “além de outros aspectos que eu amava nesse esporte mas infelizmente seguiram pela direção errada”. Apesar do desabafo, Stoner não especificou quais seriam esses motivos.

O australiano chegou ao Mundial em 2001 e subiu à MotoGP em 2006, pela Honda LCR. No ano seguinte, surpreendeu os rivais ao estrear com vitória e depois conquistar o campeonato pela equipe oficial da Ducati – até hoje, o único título mundial da fabricante italiana. Depois de quatro temporadas, Stoner se mudou para a Honda e faturou bi em 2011. Seu currículo acumula 42 vitórias no Mundial, sendo 35 na MotoGP, cinco na 250cc e duas na 125cc. Ele lidera o atual campeonato, após duas vitórias em três corridas,  com 66 pontos, um a mais do que o espanhol Jorge Lorenzo (Yamaha).
Rossi diz que fica pelo menos até 2014
Lorenzo e o italiano Valentino Rossi (Ducati) também estavam presentes na coletiva e se disseram surpresos com o anúncio. “Eu não esperava, ouvi os boatos mas achei que ele fosse continuar no próximo ano. Acho que não é uma notícia boa para a MotoGP, mas sua decisão é viver tranquilamente com sua família, e isso precisa ser respeitado”, comentou o espanhol.

“No fim do ano iremos perder um dos melhores pilotos, e um grande rival. É uma coisa negativa, mas essa é sua decisão”, disse Rossi, que aproveitou para falar sobre seu próprio futuro: “Não sei de onde surgiram essas notícias sobre minha aposentadoria, já que nunca falei sobre isso. Quero correr na MotoGP nos próximos dois anos, com certeza”, concluiu o Doutor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>